O que é uma Máquina Virtual?

Podemos entender por máquina virtual um computador que é criado e executado através de software, funcionando como um PC real, que executa tarefas e aplicações. Resumindo, é um computador de mentira dentro do seu computador, ou seja, a função da máquina virtual é simular um computador completo e fazer rodar outros sistemas operacionais, que dentro de si rodam aplicações e executam tarefas, e você pode ter acesso a esse "PC de mentira" através de apenas uma janela dentro do seu computador.

 

 Maquina Virtual

 (Windows 8 executando Linux 12.04 LTS através do Virtual Box) 

 

Como funciona? 

 

O sistema principal (seu PC), passa a ser chamado de "host" (hospedeiro) e o sistema que fica dentro da janela, criado pelo software que implementa a máquina virtual, passa a ser chamado de "guest" (convidado).

É bem simples e fácil de entender esse conceito, basta lembrar-se do filme Matrix, onde você pode interpretar o "mundo real" como sendo o "host",  e a matrix que é o ambiente virtual "mundo virtual" como sendo o "guest".

 


 

Quais são as vantagens de se utilizar uma máquina virtual?

 

Podemos citar diversas vantagens para o seu uso, entre elas:

  • Facilidade de utilização, pois para se utilizar dois ou mais sistemas operacionais em uma máquina, não é necessário particionar o HD, realizar diversas instalações separadas, mantê-lo em dual-boot e reinicializar o PC para trocar o sistema operacional, isso é possível de realizar apenas alternando as janelas dentro do sistema, fazendo uso da máquina virtual; 
  • Permite que você estude e compare vários sistemas operacionais usando o mesmo equipamento, expandindo assim seus conhecimentos e diminuindo seus gastos com hardware; 
  • Executa diversos sistemas operacionais no mesmo hardware "simultaneamente". É logico que o desempenho depende da capacidade da sua máquina e se o software escolhido permite essa opção; 
  • Confiança e Disponibilidade: A falha de um software dentro da máquina virtual não afeta os demais serviços (máquina host); 
  • Permite que você instale aplicativos que não funcionam no sistema operacional instalado em sua máquina. Exemplo: eu quero utilizar um aplicativo que só roda em Linux, e possuo Windows instalado em minha máquina, basta então criar uma máquina virtual com Linux e instalar esse aplicativo.
 

 

Existe alguma desvantagem para o seu uso?

 

De certa maneira quase não encontramos problemas no seu uso, pelo contrário muitas são as vantagens, porem algo que aflige muitos usuários (podemos considerar uma desvantagem) seria em relação a segurança da máquina "host" (hospedeiro).

Existe a informação de que a infecção por vírus na máquina virtual não afeta a máquina real, isto é muito questionado devido aos seguintes fatores:

  • Como a máquina virtual trabalha de maneira independente, como se fosse outro PC, é necessário também um sistema de segurança próprio para se proteger. É claro que caso ocorra alguma infecção, devido a arquitetura deste ambiente supomos que o problema acabe por ali, basta executar um antivírus e eliminar a ameaça. (estando a máquina isolada) - Neste caso a informação pode ser interpretada como correta, o host (hospedeiro) não é afetado;

 

  • Os softwares máquina virtuais, geralmente permitem que host (hospedeiro) e o guest (convidado) utilizem a mesma rede e compartilhem arquivos entre si. Neste caso a conclusão a que se chega é que o host pode sim ser contaminado. É necessário então a instalação de sistemas de segurança nos dois ambientes, ou então isolar as máquinas para que não conversem entre si.
Outra questão que pode ser considerada uma desvantagem seria quanto ao desempenho, neste caso não entrarei em detalhes.
 
Mas é obvio que os recursos do sistema que já estão sendo utilizados pelo seu PC "host" serão também "divididos", "repassados" ao "guest", portanto é impossível se obter um desempenho igual, como quando se instala o sistema operacional diretamente no hardware do seu computador.
 
Você não precisa de uma super máquina para rodar uma máquina virtual, basta uma configuração mediana para os padrões de hoje em dia e será possível realizar a instalação normalmente. Exemplo, requisitos para fazer uso do Virtual Box, software que permite a criação de máquinas virtuais:
 
A fim de executar o VirtualBox em sua máquina, você precisa:
 
Hardware - x86 - Qualquer processador mais recente Intel ou AMD.
 
Memória - Dependendo de que sistemas operacionais convidados "guest" você deseja executar, você vai precisar de pelo menos 512 MB de RAM (mas provavelmente mais, e quanto mais, melhor).
Basicamente, você terá que ter RAM para seu sistema operacional "hospedeiro" correr confortavelmente, acrescido do montante para suprir as necessidades de sistemas operacionais convidados "guest".
 
Então, se você quer rodar o Windows XP no Windows XP, você provavelmente não vai aproveitar muito a experiência com menos de 1 GB de RAM.
 
Se você quer experimentar o Windows Vista em um convidado "guest", ele vai se recusar a instalar se for dado a menos de 512 MB de RAM.
 
Espaço em disco -  Enquanto o VirtualBox em si utiliza (em uma instalação típica só de cerca de 30 MB de espaço em disco), as máquinas virtuais vão exigir bastante, grandes arquivos são instalados no disco para representar seu próprio armazenamento em disco rígido. Assim, para instalar o Windows XP, por exemplo, você vai precisar de um arquivo que irá facilmente aumentar vários GB em tamanho.
 
Para maiores informações acesse: https://www.virtualbox.org/wiki/End-user_documentation
 

 

Softwares - Máquinas Virtuais

 

Virtual Box (Windows/Mac/Linux) - Grátis 

Parallels (Windows/Mac/Linux) - Pago

VMWare Workstation  (Windows/Linux) - Pago

VMWare Player (Windows/Linux) - Grátis

QEMU (Linux) - Grátis

Windows Virtual PC (Windows) - Grátis

 


Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A1quina_virtual

https://www.virtualbox.org/wiki

Marcos Laureano, Máquinas Virtuais e Emuladores - Conceitos, Técnicas e Aplicações. Novatec Editora. 1 Capitulo.